12 de Abril de 2010

 

 

Já não conseguia encarar a ampulheta às voltas no ecrã sem ficar agoniado.

 

REVISÃO SmartWriterTM EM CURSO.

 

A COMPARAR ESTRUTURA E INTEGRIDADE NARRATIVA CONTRA BASE DE DADOS

DE BOAS PRÁTICAS LITERÁRIAS E CRITÉRIOS DEFINIDOA PELO EDITOR

 

Estava fisicamente nas últimas. Não era igual ao bloqueio de escritor. Quem perde as

palavras, se procurar com insistência volta a encontrá-las. Isto era muito diferente.

 

Malditos editores! Malditas regras de mercado! Malditos informáticos!


Rezou. Mas de nada valeu.

Ao concluir, o programa soltou aquele irritante apito de fim de pausa na fábrica que

ele tanto temia.

 

Cinco páginas de recomendações. Ainda.

António levou as mãos à cabeça e começou a ler.

 

Neste texto foram encontrados vários problemas:

  1. O Mário é transmontano na pág. 12 e natural de Portimão na pág. 134.
  2. «Camelo a motor» (pág. 230) é uma analogia imprecisa, pois no Norte de África o
  3. animal designa-se por «dromedário».
  4. O Cap. XVI inclui passagens no presente do indicativo em trechos no pretérito
  5. perfeito, que não parecem intencionais mas distracções.
  6. Pág. 20 – a frase deve-se a Álvaro de Campos e lê-se «O cais é uma saudade de pedra».
  7. Dizer que é «uma saudade de pedra» não faz sentido no contexto utilizado e toda a
  8. brincadeira textual do parágrafo torna-se patética.
  9. Marta celebra o 18º aniversário em 1998 com uma pomposa festa (Cap. IV).
  10. No ano seguinte, a gémea Irene é impedida de entrar no Casino por ser «menor de idade» (Cap. XX).
  11. O dia 31 de Dezembro não é «véspera de final de ano».
  12. Josefina não conseguiria estar às 7h no Porto e às 13h do mesmo dia em Abu Dhabi.
  13. O álibi fica, assim, comprometido, obrigando a uma revisão estrutural do Segundo Acto.

E assim por diante. Até ao vaticínio final, aquele que o editor leria:

Ritmo trepidante e descrições vividas, mas contém ainda uma proporção de cenas narrativas

para cenas de enquadramento abaixo das normas aceites para a colecção.

 

Resignado, António começou a rever o manuscrito pela 37ª vez.

 

Devia ter seguido outra carreira. Corretor. Diplomata de guerra. Neurocirurgião.

Algo mais simples e relaxante.

 

publicado por carlos lopes às 14:24

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


blogs SAPO