24 de Novembro de 2006
Pois é, faz hoje 100 anos que nasceu Rómulo de Carvalho/António Gedeão (o JL nº 943, já aí nas bancas, escolheu-o como tema); professor, poeta e ciêntista. Celebremos a sua memória e a sua marca nas nossas vidas.
Deixo aqui apenas duas linhas de um seu poema, Poema do autocarro (Máquina de Fogo, 1961), que dizem imenso em poucas palavras. É a humanidade inteira em 13 palavras.
...
Eu sei porque é que morro.
Eles é que não sabem porque matam.
...
publicado por carlos lopes às 19:32

mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

4 seguidores
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Novembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
18

19
21
23
25

26
28
29
30


arquivos
2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


subscrever feeds
blogs SAPO